sábado, 30 de agosto de 2008

Bom Dia!! E as moscas como vão?

Em meio as minhas leituras de sábado (um dos poucos dias que eu sento nesse computador e tenho mais de 5 minutos) , dentre as leituras habituais no Pradaporter, na Oficina, os vídeos do msn, no site da BBC dentre as notícias e discussões como: O furacão Gustav, chegando próximo a Cuba; Uma mãe que matou o filho no microondas (que horror, não li essa não); Eleições nos EUA - entre elas a onda de "Obama pop" onde estão vendendo nos "camelôs" americanos itens como bonequinhos do candidato, entre outros; Pedófilos que irão sofrer castração química na Grã-Bretanha; a Geórgia rompendo relações com a Rússia...
.


.

Então eu me deparo com a seguinte frase "Porque é tão difícil matar moscas?" e a figura de uma mosca com um link que abria para um vídeo... O vídeo não passava de uma mosca parada que se prepara para voar em camera lenta... Curiosa eu fui ler a matéria... Como sempre, essas pesquisas sem pé nem cabeça são feita por... não, não foram os ingleses dessa vez, foram os cientistas americanos do Instituto de Tecnologia da Califórnia...
.
As moscas tem um sistema neuro motor especial para detectar o perigo, precisando apenas 100 milissegundo para detecta-lo e planejar uma rota de fuga. Muito simples... se o perigo vem de traz...e la decola para frente, se vem da frente, ela vai voando para traz, e se vier de um lado? Ela vai para o outro, oras...
.
Então vem a conclusão... de acordo com os resultados da pesquisa, os cientistas afirmam que a melhor maneira que matar uma mosca não é mirando nela, e sim onde provavelmente ela irá escapar... Hmmm... ou seja... Vocês vão matar uma mosca, certo? se imaginem com um rolo de jornal... você vai mata-la por trás, então mire na frente do inseto, ou seja, para onde é sua provável fuga.
Agora, a próxima pesquisa é a seguinte... como ela consegue fazer esses cálculos com tanta precisão e antecipação? “É um sistema senso-motor muito sofisticado e queremos saber agora em que lugar do cérebro isto acontece”, disse Dickinson, um dos pesquisadores.
.
É, né? E olhe que elas não precisaram fazer faculdade para isso...
.
. porque esse pessoal não resolve uma maneira de diminuir a fome no mundo? e olhe que agente nem pode dizer que essa pesquisa dá dinheiro.

Nenhum comentário: