domingo, 28 de setembro de 2008

Badalando em Milão

Quem não se lembra de Borat? Antes mesmo do lançamento do filme ele já fazia sucesso - eu o conheci quando um professor de inglês colocou uma gravação dele em sala de aula. Qual é a nova do comediante inglês Sacha Baron Cohen? Foi preso em Milão!

Ele invadiu o desfile da estilista espanhola Agatha Ruiz de La Prada com uma capa preta, uma bota de cano alto, e diversos itens como bolsas e sapatos sobre o corpo andando um pouco sobre a passarela até ser impedido pelos seguranças, o que é tudo isso? Parte das gravações do seu novo filme Bruno: Delicious Journeys Through America for the Purpose of Making Heterosexual Male que narra a história do personagem Bruno, um reporter Austríaco muito exentrico que cobre as notícias fashionistas que deve ser lançado em maio de 2009 (eu não espero a hora).

A "apresentação" teve direito até a gritos histéricos das modelos e filmagem de uma rede de televisão italiana que esta ao vivo. A identidade do ator só foi descoberta da delegacia meia hora depois.



No dia anterior ele tinha tentado entra nos desfiles da marca DSquared e Iceberg com credenciais falças, mas foram descobertos e expulsos.


Mas que propaganda para o filme, ehim?! (Ah, e convenhamos para o desfile também)





Tem até vídeo no Youtube!!!

E esse também...

terça-feira, 23 de setembro de 2008

O futuro... está aqui

Será que o futuro das grifes e novos estilistas é a internet?

Vendo esse vídeo eu acho que sim, em que uma grife inglesa vende pela interenet pelo site asos.com, que tem como proposta as pessoas se vestirem como celebridades mas gastando bem menos que elas (afinal gente de carne e osso nem sempre ganha o que elas ganham), que hoje em dia vende desde roupas populares a exclusivas e de luxo (absurdo vender roupas de luxo pela internet? acho que não). Naquele estilo que nós já bem conhecemos em que vemos a roupa pela tela do computador e a compramos (o site da Piorski é um exemplo), como no e-bay ou outro site de compra.

Falando novamente na Piorski, eis um exemplo de quem começou a vender pela internet e está lucrando até hoje tendo praticamente o seu site e fotolog como "carro chefe" para atrair os clientes. Mas eu fico me perguntando como fica a questão de autoria entre outras coisas... Creio que talvez a marca já deva estar estabilizada para dar este salto, mas a quantidade de pessoas começando justamente pela internet abre os olhos para esse ramo... imagino-me vendendo pela internet, mas tenho medo de acabar vendo minhas roupas passeando por aí e eu que terei que investir um dinheirinho legal nas pessas não vendo a cor do dinheiro... Se alguem souber responder essas perguntas por favor não hesite em escrever, ok?




sábado, 20 de setembro de 2008

Sábado...


Não resisti... assim que pude fui fazer o Teste no site da ELLE para saber "qual era minha década fashion". E não muito para a minha surpresa... eu sou um mix de duas décadas, a que eu vivi... e uma que foi de grande influência nos meus dez aos catorze anos... As décadas de 90 e 70. Mas creio que os anos 90 pesam bastante nas minhas escolhas fashion nos dias de hoje, o minimalismo, coisas mais sóbrias e sem muitas estampas, um bom (e talvez diferente) corte... Só achei um pouco chatinho o início do teste, mas me diverti com o resto.

Vocês já viram um adicional do orkut (Apps) que se chama o BuddyPoke? É a coisa mais fofinha do mundo, onde você cria um bonequinho para lhe representar que interage com os outros bonequinhos que as outras pessoas criam. É super legal, escolhe/monta a roupinha, muda os olhos, a cor do cabelo... a única falha é a de não ter cabelos cacheados (aí não fica parecido comigo), fora que algumas vezes dá algumas falhas na imagem, mas em si é bem divertido... eu sou até suspeita para falar, já que eu sou apaixonada por esses tipos de "jogos" em que você pode montar um personagem (meu namorado baixou o jogo do poderoso chefão e você pode fazer seu personagem o que eu achei super criativo) e até mesmo esses sites que são o estilo daquelas bonecas de papel (que por sinal tem o stardoll e o japonês Poupee [ou seja lá qual for o nome])...


site japonês e eu no BuddyPoke

Hoje fui ver o tão falado filme Ensaio Sobre a Cegueira, fazia tempo que eu não chorava tanto no cinema, no máximo um chorinho aqui perdido, mas esse foi do início de choro, lágrima caindo, até ao choro desesperado (podem perguntar para o meu namorado!). Um filme com cenas angustiantes, mas eu devo admitir que ele é fantástico! Quem puder assistir no cinema vá (telão é telão, né?). E Finalmente o pessoal se tocou e colocou legendas amarelas em um filme em que aparecem clarões brancos, tem filme que você tem que esperar sair em dvd para saber o que se o personagem falou (tudo friamente calculado?).

Por fim, chega de posts quilométricos... Achei interessante esse video do msn sobre aqueles lenços palestinhos, chamou minha atenção o fato da pirataria... (vou até procurar o da minha mãe para saber se tem etiqueda de onde veio)

Até mais!

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

À moça que jogou o potinho pela janela

Estou escrevendo em homenagem a uma singela moça que subiu hoje no ônibus, e ainda tomava seu café da manhã, um conhecido iorgute de uma conhecida marca que promete regular seu intestino (ela, uma garota saudável não quer ficar ficar "inchada"). Não era exatamente início da manhã, digamos que já se passava das nove horas. Não havia reparado nela, estava revisando alguns tópicos para a prova de espanhol, e afinal, não era todo dia que depois de correr atrás do ônibus além dele parar, ainda estava vazio. Sentei na frente, naquele lugar depois da catraca com dois assentos que o único que tem a frente é a cadeira única (que foi onde a mulher sentou).
Até que próximo a um certo colégio, próximo não, na frente, ela que estava tomando o iorgute naqueles potinhos que você come com a colher (mas ela estava tomando como se aquilo fosse um copo) acabou. Natural, tinha que acabar em algum momento, né? Então eu olho para a minha frente e percebo um movimento horrível... Ela que acabara de tomar jogava sem dó nem piedade o potinho janela à baixo.
desenho dela alá super pig
Minhas, pupilas dilataram, diante daquele terror todo, consegui apenas falar baixinho... "porca"... Droga, eu e a minha mania de me reprimir... Olhei para a frente onde ficam as cadeiras especiais e o motorista, buscando o lixeiro que normalmente fica próximo ao motorista, afinal não custava nada pedir ao cobrador para dirigir-se a lixeira e colocar o potinho lá dentro e não jogar pela janela. Passei então a olhar para ela freneticamente, não consegui me controlar, ela estava com um coque um pouco desfiado, em uma orelha levava um brinco estilo indígena daqueles bem grande que chega no ombro, um tomara que caia cinza, uma calça jeans escura colada e com desgastes de fábrica, levava também 2 bolsas, uma eu acho que era uma pasta, mais se eu vi não me lembro ou não quero me lembrar... o que eu mais me lembro é da minha indiginação ao ver o fato. Era uma moça que agente via que tinha recebido educação em casa, ao menos isso parecia, fiquei pensando no quanto há pessoas que quererem parecer chiques, bem vestidos e cometem esses "deslizes" independente do "berço". Chegando próximo a minha parada ainda procurei na minha bolsa se havia uma sacola de plástico para entregar-lhe e com um sorriso irónico dizer "para não jogar mais coisas pela janela", mas tinha tirado todas as tranqueiras que eu levava na minha bolsa ontem só pegando o essencial para hoje. Pedi a parada... desolada ainda olhei para a lixeira ao lado do motorista, desolada e estupidamente limpa, pedindo um lixinho... desci do ônibus pensando se afinal eu era a única que ficava desse jeito por causa de um potinho de iorgute jogado pela janela.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Adoção Remunerada


Detalhe Importante: Eu escrevi parte desse post dia 10 de setembro e mantive o "tempo" do texto


Sim, é isso mesmo. O absurdo que vocês estão lendo foi capa do jornal de ontem.

Em Pernambuco está querendo se adotar uma proposta afim de que os índices de adoção aumentem, é o seguinte... Os funcionários públicos teriam esse "auxílio" de um, dois, três ou quatro salários mínimos para adotar crianças ou adolescentes. O anteprojeto da Lei de Incentivo à Adoção é para crianças e adolescentes cujos processos de orfanidade (que palavra feia!) já tenham sido declaros em sentenças transitadas em julgado, ou seja, que não cabe mais recursos (vocês entenderam? eu não sei ao certo...). Então.... o "estímulo" seria para auxiliar na educação e alimentação do adotado. Eu fiz uma tabelinha muito simples dos "preços", vamos lá...


Se isso for aprovado, Pernambuco vai ver o primeiro estado brasileiro a ter essa política pública. Porque essa "invenção"? "A atual despesa para do estado para manter crianças e jovens em abrigos públicos supera em muito o valor sugerido a ser pago a pais adotivos, resultando numa ótima relação custo-benefício para os cofres públicos, sem falar nos importantes benefícios afetivos dos envolvidos na adoção" observou o magistrado Élio Braz Mendes juiz e coordenador da infância e da Juventude no TJPE. (vocês leram bem? ele falou em custo-benefício quando está falando de crianças e adolescentes?)

Vamos aos números (segundo dados da coordenadoria da Infância e Juventude)... são 19 abrigos no Recife (5 particulares), há cerca de 350 crianças e adolescentes... em Pernambuco são 80 jovens abrigados que podem ser encaminhados para adoção, o estado investe em cada uma delas R$ 800 por mês (é o que o presidente do TJPE estima - este que elaborou e encaminhou a minuta ao governador). "O incentivo está sendo proposto sobretudo para que as pessoas não fiquem presas a questões culturais. A maioria ainda prefere bebês e sem qualquer problema de saúde" defendeu (o presidente do TJPE) o desembargador Jones Figueirêdo.

Gente isso tudo é a falta do absurdo. Como assim, Sr. Jones? Quer dizer que se lhe derem dinheiro para adotar uma criança você não vai pensar duas vezes? Desde quando jovens passaram a ter valor como mercadoria? Dessa forma falta pouco para vendermos crianças, afinal isso não irá ser uma ótima relação custo-benefício para o estado? Vamos agora vender pessoas... tira o montante das costas do Estado e ainda saímos ganhando. Não quero acusar de ninguém, mas se esses R$800 por mês fossem bem empregados talvez não precisássemos dessa "pataquada", afinal o estado tambem deve ter compromisso com os jovens que está sobre os seus cuidados.

PS: Isso tudo ainda é uma proposta, ainda precisa passar por um montão de burocracias, mas já fica avisado o que esse pessoal anda pensando...

**** **** ****

Paralelamente uma boa notícia... foi lançado um cadastro nacional de adoção que provavelmente se transformará em uma ferramenta que facilitará e agilizará o processo de adoção. O sistema avaliará a "compatibilidade" dos futuros filhos com os futuros pais, auxiliando bastante o trabalho do juiz que irá conduzir os processos de uma forma mais simples.

sábado, 6 de setembro de 2008

Maquiagem Adesiva

Folheando uma revista me deparei com uma nota falando da sombra adesiva. Que surreal! pensei. A primeira imagem que me veio na cabeça foi daquele filme que passa todo ano na globo O Quinto Elemento em que a mocinha (Milla Jovovich) logo no inicio quando chega a terra tem um "estojo" de maquiagem que é automático, coloca-se nos olhos.... aperta-se um botão... e puft lá está a sombra prontinha!


Calma não é tão surreal quanto a minha imaginação pode levar. É um adesivo que se aplica na região das pálpebras para ter o efeito da sombra. Fantástico para quem não tem muito tempo para se maquiar ou até mesmo quem não leva muito jeito para a coisa, pois há a várias possibilidade de cores, estilos esfumaçados e até "estampas" como leopardo, zebra... Tudo isso lá no site da ColorOn em que você pode optar por escolher as sombras do seu pacote, de 5, 10 ou 20 pares de adesivos para aplicação.