quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Pete Pan e Wendy II

“A casa de número 27 ficava a alguns metros de distância, mas, como havia caído um pouco de neve, papai e mamãe Darling caminhavam com o máximo de cuidado para que não sujassem os sapatos. Eram as únicas pessoas que estavam na rua, e todas as estrelas os observavam. As estrelas são lindas, mas não podem participar ativamente de nada, só observar. Isso se deve a um castigo que receberam por alguma coisa que fizeram há tanto tempo que nenhuma sabe do que se trata. As mais velhas ficam maio apalermadas e raramente falam (a linguagem das estrelas consiste em piscar), porem as mais novas ainda se interessam pelas coisas. Para falar a verdade, as estrelas não são amigas de Peter, que tem a horrível mania de se aproximar delas por trás, às escondidas, e soprar para tentar apagá-las. Mas elas gostam tanto de se divertir que nessa noite tomaram o partido do menino e não viram a hora de afastar os adultos. Assim, logo que o Sr. e a Sra. Darling entraram na casa de número 27 e a porta fechou, houve uma grande empolgação no firmamento e a estrela menorzinha da Via Láctea gritou:
– Agora, Peter!” pág. 30

Peter Pan e Wendy
J. M. Barrie
Companhia das Letrinhas

Nenhum comentário: