terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Peter Pan e Wendy

Uma vontade de reler uns livros “antigos” (do sentido de que já tinha lido a muito tempo) me tomou um pouco antes de uma amiga me emprestar Crepúsculo (livro por sinal muito facinho de ler, em 3 dias, apesar de não ter muito tempo, “destruí” o livro, aguardo agora por alguém que possa me emprestar Lua Nova).
Tenho a mania de ler algo durante as férias, e até mesmo em época de aula eu luto contra a minha vontade para me forçar a dormir. Durante uma dessas noites (férias) com vontade de ler, olhei na prateleira o tímido livro de J.M. Barrie que se tornou um clássico infantil, eternizado no teatro e até mesmo então nos cinemas pela Disney, o clássico Peter Pan e Wendy que tem os seus fundos revertidos para o Hospital Infantil de Londres. A vida de Barrie o encaminhou a escrever Peter, o filme Em busca da Terra do Nunca em que o próprio é interpretado por Jonny Deep apresenta apenas uma parcela do que o influenciou, e, diga-se de passagem, de uma forma um tanto fantasiosa, nada que não se possa perdoar, afinal, é cinema.

A leitura desse clássico é uma delícia, e é justamente por isso que vou redigir alguns trechos para, quem sabe, não influencia alguém a lê-lo?

(Livro no momento com Adriano em quanto eu viajo - estou em SP)

então já sabem, próximos posts...
Peter Pan e Wendy de J.M. Barrie

Nenhum comentário: