sábado, 4 de abril de 2009

13 de março de 2009

Gente, eu estou super ausente, né?
Não vou nem me desculpar porque o blog nem é badalado assim.. e o blog acaba servindo como um diário, então a pessoa que mais me cobra para postar sou eu mesma... (isso me lembra o meus posts do Obama que eu comecei no laptop – ai, que vergonha!!!)

Sim sim, eu TENHO que escrever sobre esse dia da minha vida. Na verdade esta epopéia:

Estava eu bem tranqüila, no dia 9 de Março, lendo o blog das meninas da Oficina de Estilo (que quem me conhece sabe que eu sou super fã delas) e vejo este
post... entrei em estado de choque... bom, nunca gostei de pedir dinheiro aos meus pais... e foi aquele choque... pow... para mim o preço estava meio salgadinho cada curso... que coisa... queria fazer os dois... mas no último dia decidi que ao menos iria para o primeiro dia (depois daquela conversadinha básica com a momys).
Foi super corrido, liguei para a Isabela Alves do Atelier Calli
, quem trouxe os cursos e prometeu trazer mais (se não prometeu acabou ficando obrigada), para saber se ainda tinha vagas... fui na ChilliBeans me inscrever... corri feito uma louca o dia todoinho... quase perdia a hora... e cheguei pro cursinho de personal stylist (ufa!).

Foi tudo super arrumado, a Fê é uma pessoa maravilhosa, soube além de encantar a platéia, passar direitinho o que era ser uma personal stylist na vida real (e o mais importante, para gente de verdade!). Super fofa, ela é a pessoa que agente encontra no Blog, super simpática e que quer além de passar conteúdo ser uma amiga mesma! (ao menos eu interpretei o jeitinho dela assim, gente, desculpa se não for)
Confesso que senti super falta da Cris, mas ela tava pra ter nenê, né?

O curso me serviu bastante como meio de sentir um pouco, pelas palavras da Fê Resende como é tanto a formação desse profissional quanto o dia a dia, formas de trabalho e dificuldades enfrentadas. Foi muito bom para pensar um pouco no que eu mesma posso pegar desse mundo(moda) para a minha futura (semi-icógnita) profissão. (Fora isso para reencontra Amanda, minha gaúcha favorita!)

Uma coisa que me tocou bastante – além de no final ir falar com a Fê (momento super fã confesso me arrepender muito de não ter pedido para ninguém tirar uma foto) e ela segurar no meu bolero de filó e soltar um “ai que lindo” e me “reconhecer” pelo meu blog – foi de que ela fez questão de afirmar que não é preciso ir para fora (diga-se exterior) para exercer a profissão e exercer bem. Não sentir nem falta, quiçá. Afinal, temos excelentes profissionais aqui, não que não seja desejável e tudo mais ir para fora, mas se “formar” aqui sem ajuda de “lado de lá” não deixa nenhuma falha ao contrário do que muita gente pensa.
Outra coisa, ainda nessa linha de pensamento é a de justamente importar, esses cursos para o Recife, onde o mercado está crescendo bastante e precisa ainda mais de profissionais qualificados e antenados.

Nossa... hoje eu me inspirei, também TINHA que escrever bastante, embora nem tenha escrito tudo o que escreveria se houvesse escrito na época do curso. (Dia 13 de Março)





Eu, quase surtando

Agora bora brincar de abstrair? Se você forçar muito, consegues me ver é só seguir a setinha.. (linck para a foto melhor)




Nossa, deu uma página certinha do Word

Beijinhos

Um comentário:

Visual Moderno disse...

Olá, tudo bem?

Obrigada pela visita no visual moderno!
Minha comunicação com o cliente e feita atráves do e-mail, messenger ou telefone mesmo!
Adorei seu blog!
Beijos
Ellen