domingo, 11 de outubro de 2009

What?! Vogue Passarelas



"A era da Informação rápida (Internet) irá acabar com as revistas?" Ao que tudo me indica foi um dos temas mais discutidos nos últimos anos, e se formos analisar, as revistas mudaram, estão mais compactas, com matérias micros (que muitas vezes me irritam pela superficialidade), notas rápidas, links para "saber mais", apesar dos preços continuarem os mesmos...
Uso sim a internet para me informar, e sempre brinquei com algumas revistas "essa já é velha" quando anunciam uma "novidade" que para mim já está obsoleta ou muito rodada, mas nunca deixei de folhear uma por ter esse acesso "ilimitado" ao mundo. Por mais que eu entre em sites que podem me dar as notícias em poucos momentos após o ocorrido o fato de poder ter aquela informação em melhor qualidade e mais bem trabalhada (no meu ponto de vista, como deveriam ser as revistas)... E por isso acabo comprando revistas como Elle,Vogue, Gloss, Criativa (as três ultimas mais moderadamente que a primeira - faço uma boa análise das matérias da capa, já que a maioria é vendida fechada, antes de sacar minha carteira).
É uma lógica assim (especialmente nesse caso em que vou me ater), posso ver os looks completos das passarelas do SPFW, Milão, Paris, NY, etc, mas ter o material em papel para guardar e rever depois é uma prioridade, afinal não vai ser toda hora que eu vou ter internet e computador para buscar as referencias de tal desfile. O que eu gosto muito é de ver as fotos selecionadas dos desfiles para a partir daí se ainda não vi aquele e a proposta agradou vou buscar outras informações. Simples, não?

Esperava ansiosa pela Vogue especial passarelas (verão 2009 - 2010), até que ontem quando fui ao Plaza ver Bastardos Inglórios¹ com com o meu namorado e fui procurar revistinhas, já que fazia um bom tempo que eu não comprava nenhuma e minhas "viagens" de ônibus estavam meio sem graça sem nada para folhear e rabiscar (ninguém vive só de música - mp3). Procurei inicialmente a Elle, mas nenhum sinal da tal até que eu me deparo com uma única Vogue... fundo azul, relativamente fina... "Céus é a Vogue Desfiles!" (chamo esse especial assim, que acho ser o único que não vem junto com o resto da revista, fazer o que?), paguei e fui feliz ver o filminho (do meu lado ficou um homem matraquento super mal educado, por ser matraquento durante o filme, mas isso não vem ao caso)...
Chegando em casa me lembrei da revista abri o plástico, me lembrei (por ter escrito na capa) que a revista foi lançada em parceria com a Seda e até pensei "Eita, será que vinha com algum produto? A mulher da banca se esqueceu?" Mas deixei pra lá, imaginando que se viesse uma amostra estaria escrito na capa e qual quer coisa eu voltaria lá... Mas ao folhear a revista eis a minha reação:

Choque... como assim? ...

O caso é o seguinte... Manteve-se os "Tem que ter", "Top 20 Acessórios", "Tendências", "Beleza" e o "Ponto de Vista"... Mas de resto... tudo diferente... Lógico que a idéia base de mostrar as principais tendências e suas opções dentre o que foi apresentado nos desfiles se manteve mas quando foi mostrar os desfiles Prêt-à-Porter... Apenas selecionou os 10 melhores! Moda Masculina? O que é isso? Foi excluído, ninguém liga pra eles mesmo... (afinal, quem move mesmo o mercado são apenas as mulheres, né? -sim, isso foi ironia-) Quanto aos desfiles internacionais, senti falta, mas entendo que se fosse para espera-los a revista apenas sairia em Dezembro.
Achei estranha a nova proposta e porque não, excludente. Entendo essa nova posição de jornalismo, no entanto achei a mudança desnecessária. Retiraram o que eu mais prezava na revista. Acabaram caindo na idéia de mostrar o macro e os Top melhores mas esqueceram que ao mostrar o micro também inspirava as outras pessoas (e muito).



Agradeço a Vogue pelas informações e inspirações mas acho que a revista pecou ao elaborar essas alterações.

Bom, uma opinião (sincera) de consumidora

¹ Estou escrevendo um post sobre os últimos filmes que vi no cinema, ok?

6 comentários:

Nathy Passos disse...

Oii.. tudo bom?
as fotos da Le Lis Blanc foram feitas na Riviera Francesa :)

bjoos,
Nathy

Paradis disse...

Hannah, seu pai não está mto errado não viu? Hehehhe!

Priscila disse...

Infelizmente a maioria dos homens não se preucupam tanto em relação a moda, e concerteza são os que menos compram revista tipo Vogue, mais mesmo assim acho estranho não ter nada, se fosse um pouquinho/quase nada ate daria para entender, mais NADA?!

Vc que desenhou?! Nossa ficou lindooooo, parabéns!!!

Tomara que na proxima edição não cometam os mesmo erros!!!

Luci Marçal disse...

olá, obrigada por me visitar!
Eu virei com mais calma pra ler e opinar, ok!
bjim

KIRAFASHION disse...

Hannah,

É uma pena, mas a internet está tomando o espaço antes das revistas...e tudo fica bem desatualizado com apenas uma semana!

Luanda disse...

Acho que todo mundo que gosta de moda vive um pouco esse dilema e as revistas acabm sendo um objeto mais para colecionar, ter por perto...
Ainformação (sobre todos os assuntos) acontece em tempo real, então não adianta uma revista querer mostrar tendências...Acho que talvez o foco tenha que mudar um pouco.
Não comprei a Vogue, mas comprei a Caras, com fotos gigantes dos desfiles. Não esperar ser surpreendida, mas os textos de Regina Guerreiros valem a pena, sempre.

Bjos

www.pe360.com/amei