quarta-feira, 13 de abril de 2011

Cris Barros para Riachuelo :: impressões

Não fui a loja no dia da estréia, mil e uma coisas a fazer e joelho de molho. Passei na loja no domingo, após uma imensa fila para pegar um lanche, shopping fechando, loja pela metade (em reforma), restinho de coleção (mas até com uma boa quantidade)...

Sinceramente? Tenho que parar de acreditar nessas coleções. Os casacos militares que eram minha grande esperança se revelaram estupidamente lindos nas fotos, e nas fotos. Cinderela se transformou rapidamente em Gata Borralheira, e o meu acreditar nesse tipo de iniciativa das fast-fashions foi por água a baixo... será que as consumidoras tem que ir no próprio dia de abertua para conseguir levar alguma coisa? Eu sei que não desisto, provavelmente, estarei na próxima edição de coleções grifadas nas araras dando uma olhadinha, mas já sem tanta esperança no coração (drama, porque ninguém é de ferro).



Sabe o que foi mais impressionante?
Dando uma olhada rápida nas peças da coleção
 de inverno até que eu gostei de (muitas) coisas...


Post programado, estarei viajando bem cedinho pras terras dos senhores do capital.

Um comentário:

Fernanda disse...

Ah, Hannah, eu não tenho um real desde a viagem, então sou seu consolo: nem ir na loja eu fui. Tô só olhando os blogs falando a respeito. E nem achei isso tudo, viu?

Boa viagem, querida!

Beijos