domingo, 5 de agosto de 2012

What happened to my precious Sunday?


Me pergunto isso todo final de semana (especialmente nos que eu nem posso me dar ao luxo de não fazer nada). 

Assisti esse filme (The Girl Who Leapt Thorugth Time) a uns 5 anos atrás e sempre achei fantástico esse diálogo quando a tia da personagem principal vai falar um pouco da relatividade do tempo, afinal.... como ele passa rápido quando decidimos fazer uma coisa legal como "decidir não fazer nada", não? 

Quando você menos percebe, o seu Domingo também já terminou?

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Batman - O Fim de um Ciclo

Não sou especialista em histórias em quadrinhos, apesar de apreciar muito uma boa história e tentar inutilmente completar minha coleção de Fábulas, confesso que meu conhecimento no mundo DC ou Marvel vai um pouco além de quem apenas vai assistir os filmes no cinema por um conjunto de interesse com convivência (meu irmão colecionava revistas do homem-aranha e meu namorado é fã de um bom trabalho de história em quadrinho, e para minha sorte me empresta algumas revistas além de ter a super paciência de me explicar o que eu não entendo do enredo).


Então fui ver o último filme da trilogia Batman por Christopher Nolan (Segunda-feira e cinema lotado? Como isso é possível?!) sem as expectativas de um fã do homem-morcego. Gary Oldman (Comissário Gordon), Morgan Freeman (Mr. Fox) e Michael Cane (Afred), dispensam apresentações, o primeiro devo admitir foi para mim o ponto alto do segundo filme da trilogia.
Nolan mantem até o final a sua proposta de deixar o enredo o mais real possível (mesmo sendo um filme de ação baseado em uma história fantástica), ignorando "absurdos" aceitos nas histórias em quadrinhos. Lógico que "algumas pontas ficam soltas", existem cenas um tanto quanto dispensáveis (redundâncias de enredo que as vezes parece querer questionar a compreensão do espectador) e eu diria que algumas cenas de luta foram um tanto quanto sofríveis... Mas é filme de ação e agente perdoa na medida do possível...

Atenção para o figurino fantástico da Anne Hathaway, suspiros mil quando ela aparece no aeroporto usando um chapéu fantástico (e só pra comentar... que batom vermelho lindo é esse que ela está usando?). Achei também muito interessante da parte do Christopher Nolan ter arquitetado tudo para ela não ser chamada de "Mulher Gato", as referências são claras: piadinhas, nome da personagem, "profissão", como o óculos fazia as "orelhas de gatinho" na cabeça da atriz... etc.


Também faço questão para que você (se ainda não viu o filme) repare bem na batmoto, que conseguiu conquistar minha atenção. Logo eu que nem nome ou modelo de carro consigo gravar. Mesmo não sendo a coisa mais linda do design moderno, achei a ideia de sua estrutura muito legal (apesar de achar que pilotá-la deva dar uma dor nas costas - a pessoa fica deitada praticamente).
O Batman de Nolan se despede dos cinemas com um gostinho de trama bem acabada apesar de alguns problemas já citados. Tando o famoso diretor quanto o Christian Bale já confirmaram que não pretendem participar de nenhum outro filme do homem-morcego, o ciclo se encerrou. Aparentemente com o Dr. Crane (Espantalho) se dando bem em toda a trilogia (personagem favorito de Nolan?).

Trilogia de Nolan no IMDb:
• Batman Begins (2005)
The Dark Knigth (2008)