terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Retrospectiva 2013 (livros) - parte 1

2013 foi provavelmente o ano que eu mais me dediquei a leitura. Não apenas de textos teóricos para a faculdade, mas livros de literatura, contos, clássicos, novos-clássicos, lançamentos, infantis e quadrinhos. Eu posso até me confundir com alguns títulos que eu li em Dezembro de 2012, mas essencialmente estes talvez foram os principais livros de 2013 (em partes, pra não ficar muito comprido).


O Fantasma da Ópera - Gaston Leroux

Nunca mais assistir o espetáculo da Broadway ou  filme vai ser a mesma coisa. O personagem do fantasma (Érik) é bem mais complexo no livro e bem mais envolvente. Acontecem coisas e existem personagens que não são retratados nas adaptações. Todo respeito e admiração as adaptações e maior ainda à obra. Tardes inteiras de leitura em cima da cama, o mundo não existia para mim, apenas o livro. Ler e ficar aquela sensação de... será que foi verdade? é um sentimento fantástico, definitivamente tenho vontade de reler e dizer ao mundo que amo ainda mais esta obra.

A Desobediência Civil - Henry Thoreau 

Minha primeira compra na Estante Virtual. Thoreau é o pai-fundador do anarquismo, 2013 foi o ano se rever alguns conceitos sobre essa linha de pensamento e poder assim se posicionar e observar as demagogias nos discursos de alguns que se dizem parte deste movimento. Bastante radical em suas ideias chegou a ser preso por não pagar impostos (ele se recusava a pagar impostos a um estado que se envolvia em uma Guerra da qual ele não concordava) e um dos primeiros a revelar preocupações com ecologia e ambientalismo. Desobediência Civil é um ensaio que inspirou Gandhi, que fala sobre revolução pacífica, responsabilidade de cada um perante o Estado... 80 páginas, letras grandes. Bom para refletir.

O Mágico de Oz - Baum 

Me apaixonei pela edição Bolso de Luxo da Zahar editora. Sempre tive vontade de ler esse clássico norte americano mas sempre acabava adiando (pode-se até dizer que 2013 foi o ano que eu li mais clássicos). As ilustrações originais, a capa dura em um verde esmeralda lindo, a folha de rosto representando os tijolos amarelos, um primor de edição. Mas sinceramente, todas as adaptações do livro criam uma expectativa exagerada do livro que é simpático, mas nem um pouco fantástico. Foi uma decepção para mim saber que os sapatos não são de rubi, mas prata (lendo sobre o histórico do livro é em verdade uma alegoria sobre o Movimento Populista, valor de moeda, ouro e prata), a bruxa do oeste não é verde...

O Grande Gatsby - F. Scott Fitzgeard

Ganhei de aniversário junto com O Fantasma da Ópera depois de assistir a adaptação com DiCaprio. Já conhecia a história, já havia inclusive assistido o filme de 1974... Não sei o porque, mas acabei esperando mais do livro. Ele é ótimo para analisar o pensamento da época, a vida nos loucos anos 20, a completa ignorância com as mulheres e a tão atual vida das aparências e falsidades. Mas para mim faltou alguma coisa. Acabei me envolvendo com a história do autor e fiquei com vontade de ler outros livros dele, mas principalmente fiquei com vontade de ler o único livro de sua esposa Zelda (que acaba sua vida em um Hospital para loucos).

Selvagens - Don Winslow 

Meu pai ganhou de presente no Natal (aquele livro que você lê porque está por perto). A capa já é utilizando as fotos do pôster do filme homônimo de Oliver Stone. Acabou o ano passando e eu não procurando assistir o filme. O autor já havia trabalhado como detetive particular e eu acredito que isso aliado a ele estar inserido na vida americana interessada em guerra do Iraque, briga de gangues e narcóticos acabou gerando o livro que foi eleito um dos melhores do ano (2012) pelo New York Times (mas nós sempre suspeitamos dessas listas, não é mesmo?). É um romance ao estilo policial (sem policiais) com dois rapazes e uma menina que formam um triângulo amoroso (bem práfentex) e um cartel de drogas. Drogas, brigas, sexo, alucinações, cartel, palavrões constantes, mortes, Califórnia e irritantes diminuições de nomes em siglas e apelidos.

Livre - Cheryl Strayed 

Horas e horas de caminhadas com a autora deste livro. A narrativa é uma espécie de autobiografia da autora no momento em que ela resolve percorrer uma trilha que cruza os Estados Unidos de Norte a Sul, a Pacific Crest Trail. Fiz a sua resenha para o Addict Girls. Fiquei animada para fazer uma caminhada do mesmo estilo (sou super animada para fazer o Caminho de Santiago de Compostela), mas ao final achei que o livro deixou um gostinho de que podia ter uma "amarração" melhor no último parágrafo. De qualquer forma, indico o livro, ele é muito legal.

domingo, 20 de outubro de 2013

Pit: Picture Stylist

Documentário sobre fotógrafos de passarela brasileiros será lançado esta segunda-feira (21/10) em São Paulo. São depoimentos de 11 profissionais da área e dedica-se a destacar a importância desses fotógrafos que praticamente criam a imagem de moda que é veiculada nos jornais e revistas mas que para a maioria das pessoas passa despercebida. 

"Após o lançamento oficial, “Pit” será exibido em faculdades de fotografia e moda; em seguida, espera-se que seja disponibilizado virtualmente."
Carla Valois para o FFW


Promo doc PIT from iAngel on Vimeo.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Moda também é...

... transgredir.

Energia, música, pessoas, força... Moda e desfile de moda não é apenas mulheres magras e altas com cara de "tô nem aí pra você". Rick Owens ousa, corre riscos e encanta. Roupas são para pessoas usarem, pessoas se movimentarem, roupas são para nós podermos viver dentro delas e não apenas mostrar que estamos usando elas para outros nos veres e nos invejarem. 


Quatro grupos de step dos EUA (Rick Owens é californiano) levaram as roupas do estilista à passarela na Semana de Moda de Paris. The Zetas, Washington Divas, Soul Steppers e Momentums gritaram, bateram os pés, as mãos e fizeram o meu coração bater mais forte em uma apresentação contagiante que foge do padrão de beleza que a indústria tenta nos empurrar à todo custo.

Abre o vídeo em tela cheia e curte:


[Vi o desfile graças ao compartilhamento do link deste blog em uma rede social]

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Meditar ²


Já falei sobre meditação aqui, mas achei fantástica essa relação que a Gemma Correll fez.


Porque será que temos tanta dificuldade de pensar em nada?
Em um mundo tão cheio de informações, diminuir um pouco a velocidade acaba se tornando uma questão de saúde física e mental. Vale à pena tentar seguir as instruções daquele vídeo postado anteriormente aqui no blog. E não tenha medo de pensar no seu jantar. Hahahaha

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Once Upon A Time... by Karl Langerfeld




Lembram deste post? Em que eu falava da estréia deste vídeo?

Deuville, 1913. Este é o ponto de partida do curta metragem de Karl Langerfeld para contar uma historinha sobre o início de carreira de nossa querida Mademoiselle Gabrielle "Coco" Chanel, interpretada por ninguém menos ninguém mais a garota propaganda do perfume Coco Mademoiselle, Keira Knightley, em uma anedota dos primeiros dias de loja abertas.

Adorei a frase final
"I wonder what would will be in a hundred of years from now."

Que Lindo Dia


A beleza de um dia vai depender mais de nós 
mesmos do que de como ele nos é apresentado.


(Original: Macanudo)

domingo, 12 de maio de 2013

We are all Wonder Women

Lindo desenho feito pelas gêmeas Sarah e Catherine Satrun parece ter percorrido a internet no final de Abril, mas apenas hoje conheci a obra feita com uma parceria com a Dove para a C2E2 (Chicago's Pop Culture Event).

"We are all women, we are all beautiful, and we are all wonderful!! Don't let anyone tell you otherwise!" Escreveu a Catherine no seu blog.

Os desenhos das meninas são lindos, valem a pena conferir em seus blogs de Sketches: Sarah - Catherine

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Cabelo e Maquiagem é Segunda-feira




Um vídeo leva a outro, e eu acabei descobrindo que no canal do youtube da American Vogue às segundas-feiras são postados os "The Monday Makeover". Dicas simples (ou não tão simples) de maquiagem e cabelos de uma forma bastante clara em um visual clean que eu adorei. Dá vontade de testar e sair como no resultado deste vídeo com o cabelo bem "acordei assim" ou aproveitar as dicas de maquiagem da Alice Lane e colocar "pontos de luz" no rosto como em um quadro de Vermeer (acho mais fácil dar certo o cabelão bagunçado Hahahaha).

Adorei o barbão ruivo do Duffy!

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Once Upon a Mademoiselle...



Um preview do curta-metragem que Karl Lagerfeld preparou para o lançamento da a Cruise Collection 2013/14 cujo lançamento será no dia 9 de Maio em Singapura. Não está lindo?

Já desejo ver o vídeo completo.

domingo, 28 de abril de 2013

O motivo pelo qual...

...(ultimamente) escrevo tão pouco por aqui.


Este desenho da Saskia Keultjes explica bem minha situação um tanto... antissocial digo, introspectiva. Estou tentando ficar pouco tempo no computador (na internet, pra ser sincera, fiquei um bom tempo jogando o novo Tomb Raider), ler mais (ou seja, próximos posts, ao que parece, podem ser de certa forma alguma espécie de resenhas de livros), fazer alguma coisa diferente de ir à faculdade como por exemplo ir à uma livraria no meio da semana (quarta-feira de preferência).
Estou pagando cadeiras bem diferentes esse semestre, entre elas Desenho da grade do curso de Artes Visuais o que está me fazendo renovar minha vontade de desenhar (querendo ou não, eu tenho que desenhar!). É estranho voltar a desenhar livremente depois de tanto tempo sem ter nenhuma anseio de fazê-lo. Posso dizer que mesmo me forçando à fazer os trabalhos, esta cadeira com um professor bem  preocupado com os alunos está me fazendo muito bem.
Graduada (na licenciatura), continuava os estudos rumo ao bacharelado, mas a vida resolve pregar algumas peças na gente se nós também nos permitirmos. 2012 foi ano de vestibular para o meu irmão (ano da minha formatura na faculdade) e por diversão e experiência resolvi também fazer as provas. ENEM, Segunda Fase de provas específicas e quando finalmente o resultado sai a família resolve ir ver o listão publicado oficialmente (e não na internet como eu fiz no meu vestibular para História). Festa pelo sucesso de meu irmão (passou em Ciências Econômicas), corte de sua cabeleira ruiva, programas televisivos filmando a festa, entrevista para o jornal on-line... As coisas vão se acalmando, me lembrei do "meu" listão... Como quem não queria nada toquei no ombro da minha mãe e disse... "Vai que..." e fui caminhando até lá... Foi com uma surpresa enorme que vi meu nome na listagem para a segunda entrada de Design, um choro de alegria com medo subiu. Ah, chorei as pitangas... E como chorei em um estado de choque ligando para minha amiga Marina (que faz Design e sempre me apoiou a entrar no curso) e meu namorado (que estava em aula, Ops!). Gritava: Eu passei!!! Eu não acredito, eu passei!!!
E meus planos para o Bacharelado como ficavam? E agora? Entro no novo curso? Será que eu ainda tenho paciência para mais uma graduação? 2013 resolveu jogar alguns planos meus para o ar e começar o ano intenso cheio de escolhas (rápidas e decisivas) importantes e correrias. E eu me inscrevi em Design... e em alguns cursos e concursos... Muita coisa está acontecendo, e coisas fantásticas ainda estão por vir! Quero continuar trabalhando em Educação, isso é certo. Quero continuar meus projetos com Arte, meus projetos em Direitos Humanos. 2013 parece um ano de descobrimentos intensos e oportunidades, vamos ver o que mais ainda nos aparece. Enquanto isso, me reservo um pouco de escrever, pois as férias para mim esse semestre parece não quererem existir.

{ imagem from}

terça-feira, 16 de abril de 2013

Vestido de Festa

Observar este vestido (na verdade apenas a cauda, né?) usado no Baile de Gala do MET (Metropolitam Museum of Art) ano passado me deu uma vontade de "frufrus" de festa de formatura...
O que me lembra que já tenho que procurar um vestido para a formatura do meu primo (colégio), o que nunca nem sempre é uma tarefa simples. Oh, céus...

{imagem from}

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Holy Motors


Holy Motors é um filme bastante aclamado pela crítica especializada. E... ...complicado de se entender. Para falar a verdade, é tão complicado que parece ser o tipo de filme para se assistir e não precisar compreender, talvez apenas apreciar as críticas que você conseguiu captar e quem sabe render alguma discussão com alguns amigos.

Confesso que quando assisti fiquei especialmente encantada pelo trabalho do ator principal, seu papel exige uma qualidade de ator que não é vista facilmente hoje. Provavelmente indicaria o filme à um amigo que está fazendo teatro apenas para observar o trabalho deste ator que é o Denis Lavant.
As cenas são surreais em um mundo que aparentemente é o nosso... bom, como eu falei, aparentemente... Mas se for escolher uma cena favorita, definitivamente seria esta dos acordeons.



Você já viu este filme? O que achou dele?

terça-feira, 26 de março de 2013

Consumo e Individualidade

por Bill Watterson

A moda começa a existir no momento em que o sujeito passa a não se identificar apenas como parte de um coletivo, mas como ser único com elementos que o distingue dos demais do grupo. É a necessidade de ser ver e sentir como indivíduo
Engraçado como conseguimos transformar isso, afinal moda acaba também sendo essa vontade de se fazer parte de um grupo distinto. Dizer que pertence a um conjunto seleto ao qual "você" não participa. Essa distorção de individual e coletivo sempre andaram de mãos dadas ao longo da história da moda, e pelo visto vai continuar... 

O que vocês acham sobre isso?

imagem via

quarta-feira, 13 de março de 2013

Habemus Papam?

Para aproveitar o clima do conclave...



Habemus Papam é um filme franco-italiano de 2011 que trabalha as inseguranças de um papa recém eleito.  O pontífice é visto como um ser humano normal com suas frustrações e crises; uma história por trás das portas do vaticano e que acaba falando um pouco sobre cada uma de nossas escolhas e desejos.

ps.: Como pode haver um erro de grafia em um um trailer oficial?

sábado, 9 de março de 2013

Miss Atomic Bomb




Elementos futuristas em uma crônica de Las Vegas em uma história que é claramente ligada a Mr. Brightside. Miss Atomic Bomb junta animação tradicional, live action e reúne novamente o elenco do videoclipe anterior quase uma década após seu lançamento... Será que o The Killers acreditam em carma e vidas passadas?


O nome da música veio a partir de um concurso de beleza criado na década de 1950 enquanto multidões de pessoas assistiam testes nucleares no deserto de Nevada. Uma foto irônica foi tirada com a vencedora, a "miss atomic bomb" vestia um traje de banho em forma de cogumelo atômico (é a capa do CD).

Eric Roberts fantástico com seu sorriso malicioso de sempre.

Alguém sabe quem fez a animação?


sábado, 16 de fevereiro de 2013

Anna Karenina - O que é o Amor?


"Eu acho — disse Ana, brincando com uma das luvas — que se é verdade que cada cabeça cada sentença, há de haver tantas maneiras de amar quantos os corações."
Anna Karenina - Liev Tolstoi


Anna Karenina é um romance social e psicológico do escritor russo Liev Tolstoi (1828-1910), passado na Russia Czarista que tanto tentava emular os modos franceses. Em meio ao ambiente aristocrático de São Petersburgo e Moscou nos é apresentada a personagem principal, Anna, que mesmo aparentando ter tudo (um filho querido, bem casada com um homem importante para seu país, bela e rica) parece vazia por dentro até que cruza por sua história o Conde Vronsky transformando não apenas a sua vida mas de todos da trama. Karenina trata não apenas da discussão central sobre amor e paixão (palavra que não me lembro de ser citada no filme), mas há toda uma tratado social entorno do drama e, obviamente, um princípio de discussão a respeito da luta de classes.

Falar do elenco de Anna Karenina é quase chover no molhado, personagens clássicos parecem ser escritos para Keira Knightley que sabe misturar inocência, nobreza e malícia como poucas atrizes. O diretor Joe Wright, conhecido por filmes fantásticos como O Solista, Desejo e Reparação e Orgulho e Preconceito, opta por um fantástico trabalho de coreografia e fotografia para narrar ao público uma das crônicas sociais de costumes mais incríveis de todos os tempos.
E se eu lhe disser que o filme foi em grande parte filmado em um teatro abandonado? (Acreditarias?) Elementos teatrais e montagens de ligações entre as cenas juntamente com a coreografia de Sidi Larbi Cherkaoui (transforma o filme em balé), maquiagem e figurino impecáveis fazem Anna Karenina um filme não apenas para ser visto, mas à ser apreciado.


- Devo admitir que meus olhos se recaíram sobre o personagem Kosnstantin Levin do irlandês Domhanall Gleeson que tem como missão no filme mostrar o amor puro. Levin é um personagem daqueles que nos encanta por sua leveza e pensamentos claros, seu figurino é especial pois mostra um pouco dos vários mundos que era a Rússia, dos mujiques aos salões de baile. Repare bem nas cenas dedicadas a ele.



quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Formas estúpidas de Morrer...


A Dona da Bolsinha é um dos blogs mais fofos que eu já acompanhei. Por um tempo ele ficou offline e eu descobri que podia acompanhar as coisas legais que a Júlia encontrava na internet por meio do facebook. E foi graças a um "compartilhamento" dela que eu conheci essa ação publicitária-educativa.

Com uma musica gostosa, bonequinhos carismáticos, dancinha e uma mensagem educativa o vídeo Dumb Ways to Die tem tudo para ser um hit da internet. Elaborado para a Metro, empresa de serviço ferroviário de Melbourne de forma a prevenir acidentes nas linhas férreas. Afinal... É tão estúpido morrer por vender seus rins quanto morrer por não respeitar o bloqueio de passagem do trem. 




Não dá vontade de sair dançando junto?


sábado, 9 de fevereiro de 2013

Marca de um Beijo como Arte



Alguns países comemoram o dia de São Valentim (14 de Fevereiro) como o dia dos namorados. Aqui no Brasil esse dia passa despercebido (pois nosso dia dos namorados é em Junho) e eu só me lembro que a data está se aproximando se na época eu estiver acessando muitos sites e blogs estrangeiros.

Desta vez estava olhando os favoritos antigos do desktop que encontrei o blog da Elsie e Emma, A Beautiful Mess, em que a primeira garota animada com a data comemorativa chegando inspirou-se no espírito para elaborar o quadro para o seu quarto usando alguns de seus batons vermelhos.

Eu que sempre achei bastante engraçado marcas de beijinho em cartas de amor achei a ideia muito criativa e super aprovei! 
O que vocês acharam?

{from}

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Cores na sua vida! ³


É sempre bom ter um prisma de cores para observar, seja você artista ou pessoa comum que apenas quer tem um senso estético mais apurado. Para se vestir, se maquiar, para decorar, pintar um cartão de aniversário... a combinação de cores é importante. Monocromias, Conhecer as Cores primárias, Cores complementares, fazer um "Y" com o prisma... Brincar com a cores é divertido, insira cores na sua vida!

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Paperman




Algumas animações são feitas para nos trazer alegria... trazer uma sensação quente e aconchegante ao nosso coração. 


Obrigada Disney, por alegrar uma cansada quinta-feira.


terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Pokemons e o Mundo Fashion

Já parou para associar uma coisa a outra? E não estou falando de camisetas nerds, cosplayers ou daqueles horrorosos sutiãs que aparecem no 9gag. Imagine  os adoráveis seres fantásticos sendo usados em editoriais de moda interagindo com a modelo, ou por que não uma das próprios personagens servirem de modelos?
Essa brincadeira deliciosa de misturar o real com o mundo imaginário dos pokemons resultou em um divertido tumblr canadense cheio de recortes criativos, o pokemon&fashion.





quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

2013 e uma mensagem na garrafa...


Domingo de manhã, dois dias para o ano novo, os desejos para 2013 estão em ebulição... Alguém para na frente da minha casa, duas batidas no portão, "Correios!".

Não estava esperando nada, até que minha mãe vem carregando uma caixinha toda curiosa, "É pra ti, Hannah, São Paulo..."

Fiquei muito feliz com a adorável surpresa da querida amiga Raphaella Aretakis do Raphanomundo. Uma mensagem na garrafa, moedinhas de chocolate (com a numeração exata para não ter briga aqui em casa, eu sei que não foi de propósito, mas mesmo assim obrigada Rapha!) envoltos em palha.


Curiosamente, as referências da linda lembrança coincidiam com o principal desejo para o novo ano. Acabara de rabiscar em uma folha perdida na mesa, "Que venham novas aventuras!". 

Meu coração ficou saltitando de alegria.

Muito obrigada Rapha, novas aventuras, novos mundos à serem descobertos em 2013! Feliz ano novo à todos, e que novas aventuras estejam por vir!